Valor Econômico Newspaper - Managers such as Bresser-Pereira, show concern over inflation, but do not expect high interest

8/22/2012

High inflation encourages an exchange of government securities By Lucinda Pinto and João José Oliveira De São Paulo

Inflation was again the issue to local and foreign investors and began to give direction to the fixed income market in recent days. In a global movement, the long-term interest rates accelerated the high prices aligned to the upward trajectory of projections for asset prices.
What is behind this movement, on the other hand, are the evidences that the american economy begins to pursue a recovery trajectory, making room for the price recovery ahead. And here, the view that the Banco Central is still favoring the growth in the coming months at the expense of price controls, has led investors to seek protection for a double-dip recession and inflation.

Aware of the worsening of inflation expectations, foreign investors increased purchases of Series B National Treasury Notes (NTN-B), federal securities that yield a rate fixed in advance plus the variation of the IPCA.


If the investor believes that inflation will rise, he buys the title and also takes a position on Interbank Deposits contracts (equivalent to a bet on high interest) at BM&F. And that's what's happening in recent days and helps explaining the high inflation projection embedded in the roles of the Treasury, as well as future interest rates.

At BM&F, the projections for long-term interest rates reflected in contracts that expire in January 2014 rose from 7.75% to 7.89% from last week's Monday and yesterday, while the January 2017 rose from 9.20% to 9.29% over the same period.

"Inflation might surprise upwards," said Rodrigo Bresser-Pereira, managing partner of Bresser Manager Asset Management.. "But in our scenario, the last measure that the Government will take to curb inflation will be raising interest rates."

While the Focus research reveals a high estimate of 5.5% of IPCA in 2013, the securities of the Treasury indicate a projection of 5.80%.

For 2016 and 2018, where investors concentrate purchases, estimates embedded are 5.29% and 5.41%.

Part of investors who buy NTN-Bs is also falling apart, especially forgoing the prefixed securities, specially the Series F National Treasury Notes (NTN-F), with longer time limits. It was normal to buy these papers when it was believed that the interest base rate would continue falling. Now, what you see ahead of you is the cycle of monetary relief near the end. As the Central Bank's next move will be to raise the rate, although it will take many months, the order is pocketing the gains obtained with this role and change positions, according to professionals.


This correction began to be noticed at the end of July, when the IPCA-15 hit 0.33% - first sign that high agricultural commodity already impacted the consumer prices. The adjustment gained momentum last Thursday, with the growth of 1.50% of retail sales in June compared with May.

"There are signs of activity better than last semester, and the humor of staff with respect to the activity is more optimistic," Bresser-Pereira said.

The search for papers linked to inflation, however, is not a unique phenomenon in the Brazilian market. The movement is global and is based on the perception that the bottom of the global economic activity stayed behind. So, what you see ahead is the inflation and interest rates rising in few years. That's what the rates of T-notes shows, 10-year-old American Government securities, which fell below 1.40% in July and now are already operating above 1.80%.
 



 

  22/12/2014
O fundo Bresser Ações FIC de FIA foi classificado entre os melhores fundos de renda variável, conforme estudo elaborado pela Standard&Poors e divulgado pelo jornal Valor Econômico em 17 de dezembro de 2014
O fundo Bresser Ações FIC de FIA foi classificado entre os melhores fundos de renda variável, conforme estudo elaborado pela Standard&Poors e divulgado pelo jornal Valor Econômico em 17 de dezembro de 2014.
     
  03/04/2013
O Estado de São Paulo - Entrevista com Luiz Carlos Bresser-Pereira: Real apreciado impede o crescimento, avalia Bresser-Pereira
Professor da FGV considera que o crescimento do Brasil é baixo porque o câmbio está sobrevalorizado
     
  08/01/2013
Jornal Valor Econônico - Luiz Carlos Bresser-Pereira e Ha-Joon Chang, discutem o rumo da política econômica brasileira
Neste artigo Luiz Carlos Bresser-Pereira e o professor sul-coreano, Ha-Joon Chang, da Uniersidade de Cambridge, no Reino Unido, ambos desenvolimentistas, discutem o rumo da política econômica brasileira.
     
  20/09/2012
Brazil Investment Summit 2012 - Palestra: Rodrigo Bresser-Pereira
Em outubro de 2012, Rodrigo Bresser-Pereira, fala em evento da Terapinn sobre a batalha do Brasil com a inflação, metas do governo e necessidades de mercado.
     
  22/08/2012
Jornal Valor Econômico - Gestores, como Bresser-Pereira, mostram preocupação com inflação, mas não esperam alta de juros
Inflação em alta estimula troca de títulos públicos Por Lucinda Pinto e João José Oliveira De São Paulo
     
  09/07/2012
Jornal Valor Econômico - Ibovespa cede e não sustenta a sequência de alta
Neste artigo do jornal Valor Econômico, Rodrigo Bresser-Pereira , traça cenário difícil para o Ibovespa no segundo semestre.
     
  29/02/2012
Resvista Isto é Dinheiro - Fevereiro 2012
Bresser Ações FIA, foi escolhido como um dos fundos mais rentáveis de renda variável nos últimos 12 meses.
     
  01/12/2011
ValorInveste - Dezembro 2011 - Os melhores de renda variável
Fundo de ações Bresser Ações FIA recebeu 5 estrelas pela revista ValorInveste.
     
  12/10/2011
Revista Investidor Institucional - Outubro 2011
A revista investidor institucional concede aos três fundos geridos pela Bresser Asset, Bresser Ações FIA, Bresser Hedge FIM e Bresser Hedge Plus FIM, a classificação de fundos excelentes, categoria fundo verde.
     
  01/10/2011
Revista Exame - Guia de Investimentos Pessoais - Bresser Ações FIA ganha 3 estrelas
     
  20/10/2009
Ex-ministro Bresser-Pereira estréia na gestão de recursos
Valor Econômico, matéria de Adriana Cotias. Estratégia: Aos 75 anos, um dos mais respeitados economistas do país se diz pronto para uma nova fase de aprendizado ao lado do filho na Bresser Asset
     
  08/04/2008
Entrevista com Rodrigo Bresser-Pereira na Bloomberg TV
     
 
 
 
 
       
 
 Todas as informações contidas no site da Bresser Administração de Recursos Ltda. têm apenas propósito informativo e, portanto, não devem ser consideradas oferta de venda de cotas dos fundos de investimento ou de qualquer título ou valor mobiliário. Os fundos Bresser Ações FIC de FIA, Bresser Hedge FIM e Bresser Hedge Plus FIM estão autorizados a realizar aplicações em ativos financeiros no exterior. A meta de performance dos fundos Bresser Hedge FIM e do Bresser Hedge Plus é o CDI. A meta de performance do fundo Bresser Ações FIC de FIA é o IPCA. Quaisquer comparações destes fundos com outros índices, como o Ibovespa, são meras referências econômicas. Os fundos Bresser Ações FIC de FIA, Bresser Hedge FIM e Bresser Hedge Plus FIM, por possuírem posição em renda variável, podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos recorrentes. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos nem da taxa de saida. Os fundos Bresser Ações FIC de FIA, Bresser Hedge FIM e Bresser Hedge Plus FIM utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos – FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor antes de aplicar seus recursos.

Contato do Administrador: BNY Mellon Serviços Financeiros DTVM.  Av. Presidente Wilson 231 11º Andar, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20030-905. Telefone 21 3219 2500 Fax 21 3219 2501. www.bnymellon.com.br/sf SAC: sac@bnymellon.com.br ou 21 3219 2600 / 11 3050 8010. Ouvidoria: ouvidoria@bnymellon.com.br ou 0800 7253219